Pesquisar

terça-feira, 25 de abril de 2017

Idolatria à luz das Escrituras

Meus amados semelhantes,

Com amor e em verdade é meu desejo que muitos tenham a certeza de salvação em Cristo Jesus!!! E faz-se necessário ser nesta vida. Após a morte, ninguém muda o seu destino, sem Deus, segue-se ao juízo.

A religião não é suficiente. É preciso abraçar o evangelho de Jesus Cristo. Tem vários evangelhos sendo pregado. E outros Jesus também...

Assim, procuro dar de graça o que de graça recebi de Deus.

Em o Novo Testamento o que diz as Escrituras sobre as imagens de esculturas.
Primeiro convém lembrar a forma de culto e adoração correta revelada por Jesus em João 4.23-24, no diálogo com a samaritana junto ao poço de Jacó.
“Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade”.

     1. A idolatria entre os gregos, na cidade de Atenas, perturbou ao apóstolo Paulo.
Atos 17.16 – “E, enquanto Paulo os esperava em Atenas, o seu espírito se comovia em si mesmo, vendo a cidade tão entregue à idolatria”.

Atos17.29-30 – “Sendo nós, pois, geração de Deus, não havemos de cuidar que a divindade seja semelhante ao ouro, ou à prata, ou à pedra esculpida por artifício e imaginação dos homens. Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam”.

     2.O que povos pagãos fizeram na sua cegueira espiritual, com o verdadeiro Deus.

Romanos 1.23-25 – “E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém”.

     3. Exortações do Apóstolo Paulo à igreja de Corinto contra a idolatria.

I Coríntios 10.14 – “Portanto, meus amados, fugi da idolatria”.
I Coríntios 10.19-21 – “Mas que digo? Que o ídolo é alguma coisa? Ou que o sacrificado ao ídolo é alguma coisa? Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios. Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios”.

    4. A idolatria está arrolada em Gálatas como uma das obras da carne. Nada tem a haver com a fé cristã. É uma prática religiosa pagã absorvida por vários sistemas religiosos na terra (Salmos 115.1-8).

Gálatas 5.19-21 – “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus”.

    5.  O apóstolo Pedro em sua primeira carta, identifica com clareza a idolatria como uma prática pagã abominável.

I Pedro 4.3 – “Porque é bastante que no tempo passado da vida fizéssemos a vontade dos gentios (pagãos), andando em dissoluções, concupiscências, borrachices, glutonarias, bebedices e abomináveis idolatrias”.

     6. Os idólatras estão arrolados entre aqueles que sofrerão a condenação eterna.

Apocalipse 21.8 – “Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte”.

(Os que morrem sem Cristo, estão no Hades aguardando o julgamento. Depois de julgados serão lançados no lago de fogo, chamado de segunda morte ou condenação eterna).

   7.Os idólatras mais uma vez são arrolados entre aqueles que não terão acesso a cidade santa.

Apocalipse 22.14-15 – “Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira. Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã”.

8.Utilizar-se imagens, ídolos, para expressar fé, confiança em Deus, é na verdade uma infidelidade a Deus, uma prostituição espiritual. Quando Israel caía em idolatria, também foi considerada uma prostituição espiritual no texto sagrado e sofria juízo divino (Jer 13.27; II Cr 21.13; Os 1.2; 6.10; Ez 16.20).

Apocalipse 2.14 – “ Mas algumas poucas coisas tenho contra ti, porque tens lá os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, para que comessem dos sacrifícios da idolatria, e se prostituíssem”.

Apocalipse 2.20 – “Mas tenho contra ti que toleras Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria”.

A partir daqui cito algumas passagens do Antigo Testamento.

9. Os mandamentos da lei moral de Deus em êxodo 20.3-6, não foram revogados. Deus aborrece, abomina a idolatria, pois sendo Espírito, não admite que tentem materializá-lo para que venha ser adorado.


Êxodo 20.3-6 – “Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. E faço misericórdia a milhares dos que me amam e aos que guardam os meus mandamentos”.

    10. Jesus Cristo, é o mediador legítimo e suficiente entre Deus e o homens. A sua mãe Maria, certamente aguarda o dia da ressurreição dos justos. Não tem papel de intercessora ou medianeira por nenhum cristão. E muito menos, os padroeiros produzidos por sistemas religiosos, aos quais me refiro respeitosamente.

João 14.6 – “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”.

Atos 4.12 – “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos”.

I Timóteo 2.5 – “Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem”.

    11. Deus não dá o seu louvor e sua glória às imagens de esculturas.

Isaías 42.8 – “Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura”.

12. É maldito quem faz imagem de esculturas. E não é retrato de recordação familiar.

Deuteronômio 27.15 – “Maldito o homem que fizer imagem de escultura, ou de fundição, abominação ao SENHOR, obra da mão do artífice, e a puser em um lugar escondido. E todo o povo, respondendo, dirá: Amém”.

Jeremias 51.17 – “Embrutecido é todo o homem, no seu conhecimento; envergonha-se todo o artífice da imagem de escultura; porque a sua imagem de fundição é mentira, e nelas não há espírito”.

Perdoe-me a sinceridade. O propósito é leva-los a Cristo, livres das amarras religiosas.

Alguém disse que Jesus não precisa de advogados; precisa de testemunhas que proclamem as verdades bíblicas com amor e respeito.

“Na lei de Deus, três pessoas erram: Os que não sabem e não perguntam; os que sabem e não ensinam e os que ensinam e não praticam”.

E fico a disposição para juntos aprendermos mais de Deus, com a ajuda do Espírito Santo.


Abraço fraterno, em Cristo Jesus!


Samuel Borges

Abril/2017

quarta-feira, 5 de abril de 2017

igreja em Ação

O mais extraordinário médico missionário do mundo 


Jason Fader é cirurgião e missionário, filho de missionários. Ele é um dos treze cirurgiões que servem 10 milhões de pessoas em Burundi (África subsaariana), o país com maior índice de fome em 2016.

Fader ganhou o prêmio Gerson L’Chaim pelo seu extraordinário trabalho. Além do reconhecimento, ele recebeu 500 mil dólares. E já sabe o que fazer com o dinheiro. Vai criar um programa de treinamento para outros médicos, adicionar 48 novos leitos ao Hospital Kibuye Hope e melhorar o tratamento a pacientes com fraturas de membros inferiores -- necessidade crucial num país onde as viagens são feitas a pé. “Centenas de pessoas vão literalmente andar por causa deste prêmio” -- disse o cirurgião missionário.

Fader, que cresceu no Quênia, está no Burundi desde 2013. Além de cuidar de 25 mil pacientes por ano com sua equipe, ele treina médicos locais. “Jason faz cirurgias que ninguém fez antes no Burundi” -- disse sua colega médica Raquel McLaughlin. LD


Fonte: Revista Ultimato março/abril 2017.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...