Pesquisar

quinta-feira, 30 de junho de 2011

VERDADE SEJA DITA


Certa vez um Sultão sonhou que havia perdido todos os dentes. 
Ele acordou assustado e mandou chamar um sábio para que interpretasse o sonho. 

- Que desgraça, Senhor!, exclamou o sábio. - Cada dente caído representa a perda de um parente de Vossa Majestade! 
- Mas que insolente, gritou o Sultão. Como se atreve a dizer tal coisa?! 
Então, ele chamou os guardas e mandou que lhe dessem cem chicotadas. Mandou também que chamassem outro sábio para interpretar o mesmo sonho. 

O outro sábio chegou e disse: 

- Senhor, uma grande felicidade vos está reservada! O sonho indica que ireis viver mais que todos os vossos parentes! 
A fisionomia do Sultão se iluminou e ele mandou dar cem moedas de ouro ao sábio.

Quando este saía do palácio um cortesão perguntou ao sábio: 
-Como é possível? A interpretação que você fez foi a mesma do seu
colega. No entanto, ele levou chicotadas e você, moedas de ouro! 

- Lembre-se sempre... respondeu o sábio, TUDO DEPENDE DA MANEIRA DE DIZER AS COISAS... 

...E esse é um dos grandes desafios da Humanidade.
É daí que vem a felicidade ou a desgraça, a paz ou a guerra. A verdade
deve ser dita sempre, não resta a menor dúvida, mas a forma como ela é dita é que faz a diferença.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Quando a insatisfação bate à porta



Para falar de insatisfação, faz-se necessário em primeiro plano refletir sobre a satisfação. Ela diz respeito ao ato de satisfazer(se). Sentimento de quem está satisfeito, feliz, alegre, prazeroso pelo desejo atendido, vontade correspondida. Tem também a conotação de desculpa, justificativa, prestar contas a alguém.  O sentimento predominante na satisfação é a realização do querer. É a reação imediata à conquista, ao objetivo alcançado, seja ele de curto, médio ou de longo prazo.  E ela é externada conforme o temperamento de cada indivíduo.
Todos corremos atrás da satisfação. E nem sempre distinguimos quando ela é lícita, ilícita, aprovável, reprovável, legítima, ilegítima, construtiva, destrutiva,  egoísta ou compartilhada com aqueles que nos cercam.  Gratifica-me enquanto ofende a outrens? O prazer pelo prazer é hedonismo. O salmista escreveu: O Senhor cumpre o desejo de seu servo. Podemos falar de uma tríplice relação entre Deus e o homem: Na perspectiva de Senhor, somos servos; enquanto Deus(Divindade), somos adoradores; E  enquanto Pai, somos filhos. “ O Pai nosso que estais nos céus”, quando verbalizado num condão  de confiança e da entrega total, traduz-se em intimidade. Sentimo-nos no colo do Pai. Aleluia!!!
Mas, voltemo-nos para o tema que é o antônimo da satisfação: A insatisfação. Em geral, não temos nenhuma dificuldade em lidar com a satisfação. O mesmo não sucede quando nossa vontade, expectativas não são atendidas. Surge então, uma série de sentimentos, via de regra, negativos em nosso existencial.  
Há uma enorme quantidade de sentimentos, gestos, atitudes, palavras, comportamentos que são, nada mais nada menos, reflexos das insatisfações que colhemos, carregamos, com as quais nos confrontamos ou fomos confrontados.  De quantas coisas nos acometem a insatisfação?Mau humor, ingratidão, tristeza, negativismo, ira, inveja, vingança, violência, falar mal do semelhante, opositor, crítico, maledicente, etc. É como se urubu houvesse pousado na cabeça do sujeito. Nada presta.  O psicoemocional do ser azeda.
A questão é: como lidar, conviver, administrar sabiamente a insatisfação, pois sabemos de que se trata de uma experiência comum a todo ser humano,  cristão ou não, pobre ou rico, letrado ou iletrado.  Alguns passos precisam ser seguidos, mediante indagações intrapessoal e/ou interpessoal, bem como princípios da boa  convivência, fazendo uma introspecção da situação.
Num cenário de insatisfação definir o problema é o problema...
1.    Descobrir sua causa. Nem sempre está explicita.
2.    Será uma conseqüência do egoísmo inato?
3.    Ela é justificável ou injustificável?
4.    Vai construir?levar-me-á a desafios e mudanças de que  preciso?
5.    Ela está  sob controle ou  dominando?
6.  Tenha listada sua relação de gratidões. Não seja um reclamão.
7.    Entre  defeitos e virtudes das pessoas; o que mais vejo?
8.  Como está a qualidade de vida, a começar do homem interior?
9. Combata o vício social de está se comparando aos outros. Avalie-se em torno de seus ideais. Compare, então, o eu de ontem com o eu de hoje.
10.Portanto, reflitamos diante da insatisfação antes de agirmos.
A insatisfação é útil, saudável e edificante quando nos chacoalha, nos desperta, tira-nos da mesmice em que estamos vivendo e nos impulsiona com atitudes novas, vendo novas possibilidades, horizontes que nunca antes víamos.  Então, assumimos as omissões, e saímos da passividade à ação criativa.
É óbvio que nem tudo na vida ocorre como planejamos ou imaginamos. E este fato gera insatisfações. É bom lembrar também que nem sempre estamos certos em nossas conjecturas. Quantas vezes não somos ingênuos naquilo que projetamos. O egoísta busca somente para si: A sua filosofia de vida é: Está bom para mim?Está correto. Uau!. Ainda vibra. O egocêntrico vai mais além, ele pensa que tudo e todas as coisas giram em torno do seu mundo. E cai na esparrela da comiseração, na autopiedade, mergulhado na insatisfação.  Mas, para seguir a Cristo, começa com a renúncia do eu. Não é sua anulação, é Deus no comando da vida.
Pare e pense:
"Mostre-me um homem 100% satisfeito e eu lhe mostro um estagnado”
“Não tenho tudo que quero, mas sou feliz com o que tenho”
“O homem nasceu para Deus; Ele só se realiza plenamente em Deus”
                                                                             São Tomaz de Aquino
Na satisfação somos agraciados. Alisamos nosso ego. Com a insatisfação vem o infortúnio, o mau humor, a contrariedade, a frustração, a sensação de derrota.
A convicção pessoal que tenho é que lidamos com as insatisfações mais inconscientes do que conscientes. Nós humanos, precisamos trabalhar nossas insatisfações de modo consciente e maduro, tendo o controle sobre elas.  E seja ela, em qualquer área da vida: No trabalho, na igreja, num momento de recreação, na família, na vida conjugal e em especial na atividade mental.

  Samuel Borges - Recife, 12/05/2011.                                                  


Cientistas descobrem Sodoma e Gomorra





Trabalhando perto do Mar Morto, alguns arqueólogos descobriram cidades bíblicas, ao desenterrar dúzias de objetos antigos que revelavam o grau de perversão a que haviam chegado essas cidades decadentes
A espantosa descoberta revelou que as duas cidades foram destruídas exatamente como descreve a Bíblia.

"Nenhuma outra civilização chegou a tais extremos de perversão", declarou o chefe da equipe de arqueólogos, doutor Yehuda Peleg. "Mesmo para esta época de pornografia desmedida, o que encontramos é incrivelmente obsceno!"


Desaparecem Violentamente
Cobrindo o que resta dessas antigas cidades foram encontrados grandes depósitos de enxofre, o que coincide perfeitamente com a descrição da Bíblia, onde se lê que as duas cidades foram destruídas com uma chuva de enxofre em brasa.


A equipe de pesquisadores removeu os escombros com todo cuidado até encontrar indícios humanos.
"Tudo leva a crer que as cidades haviam sido destruídas de maneira violenta e repentina", explicou o doutor Peleg. "A medida que íamos escavando, um cheiro de enxofre tão forte invadiu o ar, apesar dos séculos que se passaram, que nos revolveu o estômago."

Os cientistas quase se convertem em estátua de sal, tal foi a surpresa ao desenterrarem uma coleção de vasilhas ricamente decoradas com motivos obscenos.

"Essas pinturas reproduziam todas as perversões conhecidas pelo homem moderno", continuou o doutor Peleg. "Mas isso foi só o início. Com a continuação das escavações, fomos encontrando bonecos em estranhas posições sexuais, e nosso espanto foi sem limites quando encontramos ídolos que praticavam verdadeiros crimes contra a natureza."

Até agora as escavações revelaram que as cidades de Sodoma e Gomorra eram na verdade duas cidades pequenas, com ruelas estreitas. Porém, nas proximidades dos centros urbanos, havia grandes salas de banho onde se realizavam as tremendas orgias sexuais tão a gosto dos sodomitas.


Escandalosamente Pornográfico
Todos esses objetos provenientes das legendárias cidades do pecado foram mandados para o museu de Israel, em Jerusalém. Mas, é muito provável que o público não tenha a menor possibilidade de vê-los, devido ao grau indescritível de pornografia.


Fonte: Site de Curiosidade
http://www.sitedecuriosidades.com/ver/cientistas_descobrem_sodoma_e_gomorra.html

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Você poderia simplesmente Me ouvir?




Quando lhe peço que me ouça e você começa a me dar conselhos, então não está fazendo o que lhe pedi.
        Quando lhe peço que você me ouça e você começa a me dar palpites, está pisando nos meus sentimentos.
        Quando lhe peço que me ouça e você acha que precisa tomar alguma providência para resolver o meu problema, então falhou para comigo, por mais estranho que isso possa parecer.
        Ouça-me! Tudo quanto lhe pedi foi que me desse ouvidos, e não que falasse ou agisse - mas simplesmente que me ouvisse.
        Conselhos não custam caro; com alguns trocados consegue-se a opinião de colunistas renomados no jornal.
        Posso agir por mim mesmo(a) - não sou indefeso(a); talvez esteja desencorajado(a) e fraquejando, mas não indefeso(a).
        Quando você faz algum por mim que posso e preciso fazer por mim mesmo(a), está contribuindo para aumentar o meu temor e inutilidade.
        Mas quando você aceitar como um simples fato que sinto aquilo que sinto, não importa o quanto seja irracional, então posso parar de tentar convencê-lo(a) e prosseguir com esta tarefa de compreender o que está por detrás deste sentimento irracional. Quando isto se tornar claro, as respostas serão óbvias e eu não precisarei mais de conselhos.
        Sentimentos irracionais fazem mais sentido quando percebemos o que está por detrás deles.
        Então, por favor, preste atenção e simplesmente ouça o que tenho a dizer.
        E, se quiser falar, espere, por um momento, a sua vez, e eu lhe darei a devida atenção.
                                           - Autor Desconhecido - 

segunda-feira, 13 de junho de 2011

O que Deus controla?

Ele controla as leis do universo. Ele não controla as suas decisões. Mas, suas decisões estão criando suas circunstâncias. Pare de atribuir à Soberania de Deus a responsabilidade por todas as suas situações.

Quatro razões por que alguns nunca definem seus objetivos:

1. Alguns nunca experimentaram a alegria que um objetivo estabelecido produz.
2. Alguns não sabem definir seus objetivos com clareza.
3. Alguns têm medo de um possível fracasso. (se não definimos uma meta, não haverá culpa ou sentimentos por não alcançá-la!)
4. Alguns não conseguem estabelecer objetivos porque memórias de falhas anteriores os intimidam. Talvez seus objetivos não fossem razoáveis.


Do livro Sabedoria para vencer - Mike Murdock

Pr. Ailton José Alves - Resumo Biográfico

Pastor-presidente Ailton José Alves
Assembléia de Deus em Pernambuco 



Atual pastor-presidente do Estado, Ailton José Alves nasceu em 18 de agosto de 1953, em Timbaúba, filho de Benedito Claudino Alves e Maria Nelcina Alves. Converteu-se ao Evangelho em 1966, antes de completar 13 anos de idade, e foi batizado no Espírito Santo no mesmo ano num círculo de oração para crianças da AD em Recife. Foi separado para o diaconato em 1974, consagrado presbítero em 1976, a evangelista em 1980, e a pastor em 1984, aos 31 anos.



Casado com Judite Maria da Silva Alves (filha do ex-pastor-presidente do Estado, José Leôncio da Silva) e pai de três filhos: Ailton Júnior, Ana e Jefferson Nafis. Seguiu para o campo missionário em 1981, sendo o primeiro missionário enviado pela Assembléia de Deus de Recife. Ele foi para Mar del Plata, na Argentina, onde permaneceu até 1989, deixando uma congregação com 90 membros.
 Miss. Ailton José Alves, em viagem ao campo missionário - argentina.

Miss. Ailton José Alves e família, pioneiros em missões da AD Pernambucana.

Pouco tempo depois de retornar ao Brasil, assumiu a AD em São Lourenço da Mata, no interior do Estado, na época com 5.300 membros. Após nove anos e seis meses à frente da igreja, entregou-a com 12 mil membros, saindo para assumir a liderança da AD em todo o Pernambuco, em substituição ao pastor José Leôncio da Silva, que pediu jubilação por motivo de saúde.











Pr. Ailton e a Diretoria da ADPE.









Pr. Samuel e o Pr. Ailton José Alves.

Ele assumiu a AD de Recife em outubro de 1998. Havia, nessa época, 320 congregações e aproximadamente 90 mil membros, só na capital, e 200 pastores em todo o Estado, de Pernambuco. Em 2007, havia 700 congregações e 200 mil membros. Depois que o pastor Ailton assumiu o pastoreado, a igreja também abriu novos trabalhos missionários e, em 2007, contava com 15 casais de missionários nos seguintes países: Portugal, África do Sul, Timor Leste, Moçambique, Guiné Bissau, Argentina, Peru e Bolívia. 

Com apenas um ano à frente da AD pernambucana, pastor Ailton teve algumas realizações em sua gestão que mexeu com a sociedade daquele Estado. Uma delas foi a campanha contra a Aids e infidelidade conjugal por meio de outdoors espalhados em vários pontos da cidade, o que abriu espaço para a AD na mídia local. Outra ação foi a compra da Rádio CBN, com alcance em todo o Estado, transformando-a na Rádio Boas Novas. A igreja possui uma forte atuação na área social com a Secretaria de Obras Sociais, a Associação Joel Carlson com filiais em várias cidades, Fundação Aio de Assistência Social, escolas e departamento médico. 

Uma das maiores marcas da AD de Recife entre as Assembléias  de Deus  é a oração.
Fundação do Círculo de Oração em 1942 e, atualmente, funcionam 800 em Recife, o mesmo total de congregações. Dados de outubro 2008.










Grupo de adolescentes do Templo-Sede e ao lado  o Pr. Ailton José Alves.

No biênio 2003-2005, pastor Ailton ocupou a 3ª secretaria da Mesa Diretora da CGADB, e no biênio 2005-2007, compôs o Conselho Administrativo.
Segundo a permissão e vontade de Deus, pastor Ailton segue hoje como o líder da AD em Recife e pastor-presidente da Assembléia de Deus no Estado até a volta de Jesus ou até o dia em que o Senhor o chamar para o Eterno Lar.
Postado no blog:http://kedsonni.blogspot.com, em 14 de outubro de 2008.
Fonte de pesquisa: Dicionário do Movimento Pentecostal, Isael de Araujo, CPAD
Fotos: Arquivo Secretaria de Missões da AD em Recife e Rede Brasil de Comunicação






Pr. José Leôncio da Silva - Resumo Biográfico


Pastor José Leôncio da Silva, o último ex-presidente da Assembléia de Deus em Pernambuco - 04/07/1977 a  08/1998.

José Leôncio da Silva nasceu em 3 de janeiro de 1924, em Palmares (PE), filho de José Gusmão da Silva e Amara Conceição da Silva. Converteu-se ao Evangelho em 8 de abril de 1941, com menos de 20 anos de idade, e recebeu o batismo no Espírito Santo em 23 do mesmo mês e ano. Seu batismo nas águas ocorreu seis meses depois, em 7 de setembro de 1941.
Mudou-se para Recife em novembro de 1941, onde se dedicou a atividades comerciais e, simultaneamente, iniciou sua cooperação nas atividades da Assembléia de Deus. Casou-se com Maria José da Silva, em 31 de dezembro de 1948, com quem teve 11 filhos, entre eles, Judite Maria da Silva Alves, esposa do pastor presidente Ailton José Alves.

Foi separado diácono em 15 de abril de 1952, sob o pastoreado de José Bezerra da Silva na AD de Recife. Durante o pastoreado de José Amaro da Silva, já como presbítero, consagrado em 15 de abril de 1953, trabalhou como tesoureiro da igreja durante mais de 20 anos. Depois de trabalhar como evangelista, consagrado em 24 de outubro de 1959, foi ordenado pastor em 24 de outubro de 1969.
 Aniversário do Pr. José Leôncio - 1969.



Batismo em dezembro de 1990.

Assumiu o pastoreado da AD de Recife em 4 de julho de 1977, logo após o falecimento de José Amaro de Silva. Tendo a cooperação de vários obreiros, entre eles, pastor Severino Alves de Almeida, vice-presidente, e Dário Tavares de Araújo, secretário, José Leôncio exerceu um pastoreado cuja marca foi a dedicação à igreja e à oração.



Fez parte da Mesa Diretora da Convenção Geral das Assembléias de Deus em dois mandatos (1981,1997), foi membro do Conselho Administrativo da CPAD em duas gestões (1983,1985), e do Conselho Região Nordeste por duas vezes (1990,1995). Era conselheiro vitalício da CPAD.

Pr. José Leôncio e irmã Carmélia.

Após 21 anos de pastoreado, em agosto de 1998, pediu jubilação por motivo de saúde. Havia, nessa época, 320 congregações e aproximadamente 120 mil membros, só na capital, 200 pastores em todo o Estado de Pernambuco e 12 missionários no Exterior e no Norte do Brasil.

Morreu em 8 de junho de 2002, anos 78 anos, após degeneração no organismo causada pelo diabetes.

Fonte: http://kedsonni.blogspot.com




sexta-feira, 10 de junho de 2011

Pr. José Amaro da Silva - ADPE


RESUMO BIOGRÁFICO


Pr. José Amaro da Silva, penúltimo, ex-pastor-presidente da ADPE 
21/06/1956 a 14/04/1977


José Amaro da Silva nasceu em 4 de março de 1913, em Ipojuca (PE), filho de Antônio Apolônio da Silva e Maria da Paz Silva. Órfão de pai aos dois anos, aos sete assumiu o comando da família, trabalhando para manter a casa, e com enormes dificuldades fez as quatro primeiras séries do curso primário. Aos dezoito anos, mudou-se para Recife e trabalhou em diversos estabelecimentos comerciais. Converteu-se ao Evangelho em 9 de fevereiro de 1936, na congregação do bairro de Casa Amarela. Nesse mesmo ano, em 29 de setembro, recebeu o batismo no Espírito Santo. Em 1940, foi batizado nas águas. 
Casou-se, em primeiras núpcias, com Noemia Cruz, de cuja união nasceram-lhe três filhos: Demas, Damaris e Dionísio. Viúvo em 1950, ele se casou, em julho de 1951, com Alice Inácio da Silva, nascendo-lhe, desta união, 12 filhos: Abiezér, Abner, Abimael, Abiel, Abinoão, Abiail, Ainoã, Alice, Azenate, Ada, Abital, Ana e Celomite (adotiva).

Nos primeiros momentos de sua fé, dedicou-se ao evangelismo de porta em porta e à visita a doentes e novos convertidos. Separado para o diaconato, em abril de 1950, para o presbitério, em abril de 1953, e para evangelista, em abril de 1954, José Amaro militou no Evangelho nas cidades pernambucanas de Gameleira e Vitória de Santo Antão. 
Em maio de 1956, devido à vacância da presidência da Assembléia de Deus em Recife, foi convocado pelo ministério local, sob a orientação do missionário sueco Eurico Bergstén, para assumir a igreja na capital e em todo o Estado. Em 21 de junho do mesmo ano, foi separado a pastor. Em seguida, assumiu a AD pernambucana. 
Pastor José Amaro deu grande ênfase à Escola Dominical, prestigiou os Círculos de Oração e estimulou a evangelização em todo o Estado. Em seu ministério, a igreja em Pernambuco cresceu vertiginosamente, tanto na capital como no interior. Em 1968, a Igreja em Recife era a maior Assembléia de Deus do Brasil, possuindo 21,6 mil membros, 2 pastores, 3 evangelistas, 39 presbíteros, 78 diáconos e 108 auxiliares. 



Pr. Eurico Bergsten, Pr. José Amaro e engenheiro Domingos.

Em sua gestão, Recife recebeu duas convenções gerais da AD, em 1962 e 1977. Esta última, no mês de janeiro, foi hospedada no templo que estava na fase final de construção. Ele presidiu a Junta Executiva de Deliberações da CGADB, no biênio 1962-1964. 
Homem de visão e líder autêntico, José Amaro visitou 25 países e participou de conferências mundiais pentecostais realizadas na Finlândia, Rio de Janeiro e Coréia do Sul. Era homem simples, de oração e de grande percepção bíblica. Seu ministério marcou decisivamente a história da Assembléia de Deus no Estado. No entanto, faleceu antes de ver a concretização de seu maior sonho. 










Culto lançamento pedra fundamental do templo-sede em 24.10.1971.


Em 24 de outubro de 1977, precisamente dez anos após o lançamento da pedra fundamental, a AD em Recife inaugurou a sua atual sede, situada à Avenida Cruz Cabugá 29, no bairro de Santo Amaro. Com capacidade para 5 mil pessoas sentadas, a igreja era, na época de sua inauguração, o maior templo evangélico do Brasil. Milhares de evangélicos de várias denominações participaram do ato inaugural. 
Em 14 de abril de 1977, quando já estava há mais de 20 anos à frente da AD pernambucana, pastor José Amaro da Silva dormiu no Senhor, aos 64 anos.

http://aforcadaesperanca.blogspot.com – acesso em 04.06.2011

quinta-feira, 2 de junho de 2011

MANIFESTO DA ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA

De novo o PL 122. Nada de novo
http://www.ultimato.com.br/inc/show_img.php?file=/image/atualiza_home/principal/ultimas/prateleira/2011/maio/prat_30_05_espinho_PL122.jpg&largura=145&altura=190&opt=adaptativaUltimato diz não ao PL 122 faz tempo. Em setembro de 1998, Rubem Amorese perguntava na seção “Ponto Final” da revista Ultimato: “apenas os homossexuais terão o direito de pressionar parlamentares na direção do que julgam ser bom para toda a sociedade?”. Na época, a pergunta dizia respeito ao Projeto de Lei nº 1.151, de 1995, de autoria da então deputada Marta Suplicy. Dez anos depois, em novembro de 2009, Ultimato reafirmava o seu repúdio à homofobia e, ao mesmo tempo, dizia não ao PL 122. De volta à cena, o Projeto de Lei da Câmara (PLC 122), que trata da criminalização da discriminação por gênero e orientação sexual, cuja relatora é a agora senadora Marta Suplicy, segue uma cartilha conhecida. Nada de novo. 

Claro, o Estado é laico e as demandas da sociedade mudam. Não confundimos nossas convicções bíblicas e valores morais com o ordenamento jurídico. Há demandas legítimas de evangélicos e de não-evangélicos, de heterossexuais e de homossexuais, de homens e de mulheres. Reafirmamos que 
Não cabe ao cristão discriminar. A sociedade precisa enxergar esse processo em andamento, e, há exatamente um ano, publicamos um apelo: Heterossexualidade sem homofobia e homossexualidade sem heterofobia.

Por último, reafirmamos também nossa posição bíblica quanto ao casamento heterossexual e não abrimos mão de espalhar tal ensino. Para Ultimato, o PL 122 fere a Constituição e é um atentado à liberdade de expressão e à liberdade religiosa. Aproveitamos para nos unir a outros cristãos, em especial à Aliança Cristã Evangélica Brasileira, em apoio ao 
Manifesto de Afirmação da Heterossexualidade, publicado ontem, que Prateleira transcreve a seguir:

Aliança Cristã Evangélica Brasileira

Manifesto de Afirmação da Heterossexualidade

Que o Brasil ouça a voz de Deus

A Aliança Cristã Evangélica Brasileira, marcada pelo sentimento de irmandade com todo o povo de Deus espalhado e enraizado neste país, expressa uma vez mais o seu propósito de seguir a Jesus Cristo e afirma o seu compromisso com a Palavra de Deus, que é orientação vital para toda a nossa vida, seja pessoal ou coletiva.

No encontro com a voz de Deus, expressa em sua Palavra, nos sabemos amados e criados por Deus. Não importa quem sejamos e o nome que carregamos, todos viemos ao mundo como fruto desse amor de Deus que é o Senhor de toda a criação e a nós, seres humanos, criou como homens e mulheres.

No decorrer da sua história a igreja de Jesus Cristo tem afirmado esse Deus amoroso e criador e a nossa própria existência humana, como homem e mulher, como fruto dele. Assim como ontem, a igreja faz esta mesma afirmação hoje, incluindo nela a realidade da heterossexualidade. É esta a razão pela qual nos manifestamos contrários à prática homossexual e à sua legitimização e afirmação em nossa sociedade.

Estamos conscientes de que muitas vezes, ontem e hoje, não temos sabido viver adequadamente segundo a marca do amor e da vontade de Deus. Assim agindo, nosso testemunho acerca de um Deus de amor e criador fica comprometido pela nossa própria desobediência, injustiças e idolatrias. Neste processo, no entanto, também descobrimos que Deus, em sua graça, nos permite reconhecer nossos descaminhos e reconstruir nossas vidas. É assim que olhamos para a prática da homossexualidade: um descaminho a ser reconstruído pelo Deus criador, na consciência de que, quando buscado, Deus é encontrado como um Deus de graça.
Estamos conscientes de que há outras práticas que negam o amor de Deus, entristecem o seu coração e desestruturam a nossa vida pessoal e coletiva. Cada uma dessas práticas deve ser reconhecida e caminhos de mudança devem ser buscados. Mas hoje o nosso enfoque está na prática da homossexualidade e na tentativa da sua legitimização e até imposição a toda uma nação. Nós, como igreja de Jesus Cristo, precisamos nos opor a esta proposta e afirmar a heterossexualidade como a expressão saudável que conduz à construção de uma sociedade de harmonia e bom exercício de cidadania, sob a marca do amor criador e da graça renovadora de Deus. Precisamos também nos manifestar radicalmente contrários a qualquer tentativa de cercear a liberdade de expressarmos, tanto privada como publicamente, aquilo que entendemos ser a boa, agradável e perfeita vontade de Deus para nós, para as nossas famílias e para a nossa sociedade.

Hoje nós conclamamos a nação brasileira, como um estado laico que deve zelar pelo direito de todos, para a construção de uma sociedade que tenha a marca da justiça e do amor e que se oponha ao controle de qualquer minoria que queira patrulhar outros grupos e expressões que lhe sejam diferentes. Hoje, conclamamos a nação brasileira a que se deixe encontrar por Deus através do evangelho, no qual Jesus diz que veio trazer vida em abundância para todos e que todos encontrassem o caminho da sua prática de vida pessoal e comunitária no seguimento a ele.

Por uma nação livre e democrática!

Brasil, maio de 2011
Coordenadoria da Aliança:
Christian Gills
José Carlos da Silva
Maria Luiza Targino A. Queirós (Nina)
Oswaldo Prado
Valdir Steuernagel
Wilson Costa, Cordenador Executivo
http://www.ultimato.com.br/ - acesso em 02.06.2011.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...