Pesquisar

domingo, 29 de maio de 2011

Igreja Cristã e a Perseguição


Começando pela nossa Pátria, observamos que estamos “assistindo” fortes tendências para minar nossa liberdade de crenças, expressão de pensamentos e de idéias, sejam de cunho filosófico ou religioso; proteção aos locais de culto e etc.Tudo protegido pela Lei Maior, a Constituição Federativa Brasileira. Uma das mais avançadas do mundo, embora pouca praticada.  Segundo o Aurélio perseguir significa: Ir no encalço de.2.Incomodar; importunar.3.Constranger, atormentar. E como a Igreja Evangélica Brasileira-IEB está a cada ano, tomando espaço na mídia, “empurrada,” de certa forma, pela “Ideologia da Prosperidade”, o que vemos é um crescimento quantitativo sem qualidade e desordenado. Tanto tem pastores sérios, como mercenários mercadejando religião na base de cifrão(R$).  Essa verdade não pode passar despercebida, nós passamos a incomodar o inferno, a sociedade secular e o denominacionalismo excludente, cuja hegemonia nacional foi perdida.  Nesse ínterim, vários projetos de leis surgiram:
1.Projeto lei 1.151/95 – versa sobre o casamento gay. Se transformado lei, as igrejas que não realizarem casamento de homem com homem, mulher com mulher, estarão fazendo discriminação e, portanto, podem ser multados e os pastores processados. Este projeto prevê também, que o dia do orgulho gay seja oficializado em todo o território brasileiro.
2.Lei 257/01 – Já está aprovada, em nível nacional. Agora, quando os municípios adotarem em seus Planos Diretores, apenas serão construídos templos que tiverem a aprovação dos vizinhos num raio de 500 metros.
3.Projeto de Lei 1024/03 – Trata sobre poluição sonora, mas busca fechar as igrejas  consideradas abusivas no uso do som nos templos.
4.Projeto de lei 1.154/03 – proíbe a veiculação de programas cujo teor seja considerado “preconceito religioso”. Se aprovado, será crime pregar sobre idolatria, feitiçarias, e rituais satânicos. As verdades sobre esses atos contrários à Palavra de Deus não poderão mais ser ensinadas e mostradas.
5.Projeto de Lei 6.3998/05 – Apenas poderão fazer programas de rádio e televisão pessoas com formação superior em jornalismo. A maioria dos pastores não poderão atuar no rádio e na televisão.
6.Projeto de Lei 122/06 – Denominada indevidamente da Lei contra a Homofobia. Considera crime inafiançável qualquer manifestação contrária aos homossexuais e suas práticas em qualquer lugar público, inclusive nas igrejas, com penas de 2 a 5 anos de cadeia para quem infringi-la. Ou seja, o cidadão brasileiro poderá criticar o comportamento, a conduta de qualquer pessoa ou autoridade, menos os homossexuais. Eles ficarão acima até do Presidente da República.
7.Há proposta de emenda constitucional para alteração da Constituição – Visa proibir o culto fora dos templos, ou seja, evangelização em massa nas ruas.
Há uma indagação crucial a fazer: Se a lei é feita para os maus, porque tantos projetos de leis para impedir e restringir a atuação do povo evangélico no Brasil? Certamente temos segmentos da sociedade querendo impor o seu comportamento, a sua “ética” em detrimento da maioria, bem como segmentos religiosos perturbados com o crescimento dos evangélicos no país.
Perseguição à Igreja de Cristo não é novidade.  Segundo Jesus escreveu em Mateus 5.10-12 é motivo de Bem-Aventuranças, desde que sejam mentiras, injúrias, por causa da justiça e de sua causa.  O apóstolo Paulo escreveu: “E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições. Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados”. ( II Tm 3.12-13). Agora, não podemos esconder: Houve, tem havido, escândalos nacionais na Igreja que provocaram uma reação estatal. Mau uso da liberdade de culto.  Determinados segmentos religiosos  viraram meio de enriquecimento ilícito.  
Exponho abaixo, pelo menos, quatro tipos de perseguição à Igreja:
Física – Principalmente, em países de regime totalitários. Temos de 90 a 120 milhões de cristãos sob perseguição serrada e muitos de nós ocidentais fazemos ouvido de mercadores as lágrimas e sangue derramados na Causa Cristo, além fronteiras. Na atualidade, a Igreja está sofrendo a maior perseguição de sua História, tanto em nível de repressão, como em números. Mas, é como diz um ditado: “O que os olhos não vêem o coração não sente”. Veja o site WWW.missaoportaabertas.org.br
Cultural – Via culturas populares, movimentos sociais, mídia escrita, falada e imagens, filosofias humanas, relativismo moral, liberalismo com uma ética lasciva, frágil e permissiva.
Institucional – Como os interesses do Reino de Deus não comungam com o Reino deste mundo e este está no maligno, necessitamos está muito atentos às investidas contra a Igreja Instituição e na atualidade vem ocorrendo pela via legal diante das nossas omissões, ingênuo exercício da cidadania e falta de unidade estadual e nacional. Alerta: da mesma forma que temos direitos legais instituídos, podemos perdê-los, pois há lideranças que querem agir um tanto “espirituosos”, não como seres sociais, de carne e ossos. Que sejam anjos da Igreja dentro e fora dela. Em um país com o nível de civilização tal qual temos, andem direito, sejam exemplo e exijam direitos da coletividade que representam, legitimamente. Não dá para se esconder por trás do determinismo. E que ninguém espere por vozes isoladas protestando no deserto da omissão eclesiástica. Escolhamos: atores da história ou platéia apática.
“Há um limite em que a tolerância deixa de ser uma virtude."
                                                                       (Edmund Burke)
Espiritual – Neste âmbito, diante das investidas no mundo espiritual, forças contrárias à Igreja, utilizemo-nos sim, das armas de cunho espirituais: oração, jejum, autoridade Palavra e pelo nome de Jesus. É caco de demônio para todo lado. Discernimos a Igreja organismo vivo e invisível, tal qual como Deus a ver.  E as portas do inferno não prevalecerão contra Ela.  O arquiinimigo é um só.  Está se debatendo ferido, mas sua derrota final é certa.
Classificação por país de acordo com o nível de perseguição na Igreja Perseguida, além fronteiras.
1.Perseguição Severa, 2.Opressão, 3.Limitações Severas, 4.Algumas limitações,
5.Alguns Problemas

A Igreja Evangélica Brasileira necessita hoje de um órgão de Representação Nacional. Se é sonhar demais, que comecemos pelos estados, além das representações políticas que já temos. Com a ausência de um órgão que nos represente, a fim de termos posição oficial, firme e definida sobre grandes temas (divórcio, homossexualismo, aborto, pena de morte, eutanásia, ensino religioso escolar...),perante o Executivo, Legislativo e do Judiciário, estamos fragilizados e podemos pagar caro pela desunião. Esperar apenas por atuação de parlamentares evangélicos é muito arriscado. A politicagem é uma areia movediça.  Há segmentos sociais defendendo absurdos e estão ganhando terreno pela pressão, ação e astúcia. A Igreja que não influencia, sofre a influência do seu meio. Setores da sociedade querem mudanças sociais na direção da desconstrução do casamento e da família.  Usemos os meios civilizados sem extremos, abençoando aos que nos perseguem (Rm 12.14).Como? Audiências públicas nas Assembléias Legislativas e com autoridades, Congresso Nacional, passeatas pacíficas, Ações Judiciais contra  Projeto de Lei e  leis aprovadas, contrariando o texto da Carta Magna, etc. Todas as ações com COESÃO, a partir dos estados da Federação.
Eu oro por um amadurecimento espiritual na IEB. Não proponho aqui um órgão para discutir doutrinas eclesiásticas, isso é inconcebível, mas em torno de grandes temas já citados. Tenho certo siso. Pertenço a uma denominação, mas como o Reino de Deus não se restringe a uma igreja organização, tenho visão interdenominacional. E se pelo que oro e outros cristãos juntem-se a mim, é uma realidade distante, deve-se ao fato de que estamos muito longe do nível espiritual da Igreja Primitiva. Que Deus tenha misericórdia de nós. E ante a desarmonia reinante no contexto nacional, não temos nem o direito de ler o salmo 133, até que nos corrijamos.
Então, quando vemos a perseguição batendo à porta da Igreja de Jesus, precisamos de estratégias. ESTRATÉGIA REQUER:
Sabedoria, Inteligência, Discernimento, Percepção e Sensibilidade.

Finalmente, atitudes diante da perseguição:

1.Não temê-la. O medo nos paralisa;
2.Não incitá-la ou invocá-la sobre si;
3. Enfrentá-la com unidade no corpo de Cristo;
4. Distinguir o campo de ação: o humano, institucional e o espiritual;
5. Manter a identidade de povo de Deus e prosseguir na sua missão evangelizadora;
6. Discernimento para estabelecer estratégias e agir;
7. Não pagar mal por mal. Deus fará justiça;
8. Amar o(s) inimigo(s) sem ingenuidades;
9. Cumprir deveres, defender os direitos, fazendo apologia da fé;
10.Se possível não confrontar, mas também não se omitir;
11. Aprendendo impor respeito, civilizadamente, sem desrespeitar;
12. Possuir a consciência de que nem o inferno barra a marcha da
    Igreja Cristã.

"O que mais preocupa não é  o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos, dos  sem-caráter e dos sem-ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons."   

                                                           (Martin Luther King)

Samuel P M Borges - maio/2011

terça-feira, 24 de maio de 2011

EVANGELIZAÇÃO MUNDIAL

você sabia de que 3.500.000.000 de pessoas ainda não entraram em contato com a Bíblia(mais da metade da população mundial).

Fonte: Ultimato maio-junho 2011.

domingo, 22 de maio de 2011

RELIGIOSO OU CRISTÃO?



Ser religioso é cantar quando tudo vai bem;
Ser cristão é louvor a Deus quando a tristeza bate à porta;
Ser religioso é ver no calmo mar a beleza da natureza;
Ser cristão é sentir Deus no fragor da tempestade;
Ser religioso é ver no céu as estrelas;
Ser cristão é ver além delas,  o seu Criador;
Ser religioso é dar em retribuição;
Ser cristão é se doar, sem esperar retorno;
Ser religioso é ser grato quando se tem saúde;
Ser cristão é dar graças, mesmo na doença;
Ser religioso é exaltar aqueles que nos fazem bem;
Ser cristão é amar os que nos desejam males;
Ser religioso é dizimar e ofertar na prosperidade;
Ser cristão é dar tudo que tem na adversidade;
Ser religioso é procurar a própria salvação;
Ser cristão é buscar e ganhar  as almas perdidas;
Ser religioso é murmurar quando provado;
Ser cristão é descobrir na dor a vontade de Deus;
Ser religioso é prestar o culto no sagrado templo;
Ser cristão é adorar a Deus na catedral da alma;
Ser religioso é evitar a estrada lamacenta;
Ser cristão é purificar-se do pecado no sangue de Jesus;
Ser religioso é crer no palpável, naquilo que ver;
Ser cristão é ter fé convicta naquilo que não se ver;
Ser religioso é confiar quando há esperança;
Ser cristão é esperar quando todos se desesperam;
Ser religioso é ver Deus distante e  ter medo dele;
Ser cristão é temer a Deus e senti-lo como o  Pai;
Ser religioso é ver Deus honrar a nossa vontade e desejos;
Ser cristão é honrar a vontade de Deus no estreito da vida;
Ser religioso é praticar uma religião procurando Deus;
Ser cristão é ver no evangelho Deus buscando o homem;
Ser religioso é procurar ser um homem melhorado;
Ser cristão é nascer de novo e ser um seguidor de Jesus Cristo.


Fonte: Mensageiro da Paz – Nov/1989, com alterações por Samuel Borges

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Família e Igreja

Texto: Sl 133;  Js 24.14-15

Introdução:  Dentre as instituições sociais, Família e igreja  são indispensáveis no tecido social. Ser membro da igreja é algo que deve ser altamente valorizado e levado a sério. 
I -  O liame entre família e igreja.
a) Uma instituição está implícita na outra.
b) Interdependentes e se completam.
c) Embora distintas, separá-las trará danos para ambas.
 
II – Uma visão errada da igreja.
a) Não considerar o irmão inter-denominacional.
b) Achar que igreja é um local a ser visitada  semanalmente.
c) Só serve para comemorações e sacramentos. Passa-tempo.
d) Descaso para com a igreja revela descaso para com a família.
  I Tm 5.8 -"Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e
     principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel."
III – Família e igreja : uma integração necessária.
a) Necessária para adoração. Ef 5.19-21. Hb 10.25
b) Necessária para comunhão.  Vida cristã: Comunhão vertical, com Deus. E na horizontal, com os irmãos.
    (At 2.42-47).
c) Necessária para missão. (Hb 10.24-25). Requer a participação da família.  Havendo omissão, ficará prejudicada a missão da igreja.
d) Uma integração agradável: promove a sociabilidade(Sl 133.1). Desempenha função terapêutica(alívio, cura, apoio).  Rm 15.32.
e) Uma integração prejudicada:
· Pelo indiferentismo. Falta de interesse. Desamor...
· Pela incompreensão. I Co 11.17-18
· Pela secularização.  Rm 12.2

  "Se as denominações não forem reeducadas pela graça salvadora, no sentido de negar a impiedade e as paixões mundanas, e se não nos dedicarmos a viver no presente século de maneira sensata, justa e piedosa(Ti 2.11), a luz se apagará." - Russell Shedd
Discussão:

1) O que fazer para  aprimorar a integração família e igreja? Cada membro da família comprometido com o reino de Deus.
2) A sua família está engajada no reino de Deus?
3) É possível cultivar uma vida cristã autêntica independente da igreja? Uma igreja à parte, sem comunhão com os demais membros do mesmo corpo?


Samuel Borges - Maio 2011

DICAS PARA UM CASAMENTO FELIZ


Como pode um casamento ser feliz ? Não existe uma resposta fácil a esta pergunta ou uma receita simples e que sirva para todo mundo em qualquer contexto. Há uma série de fatores que nos ajudam a ter um casamento extremamente feliz. Sem qualquer pretensão de sermos exaustivos, até mesmo sendo um pouco simplista, queremos comentar aqui algumas dicas que podem tornar o nosso casamento feliz:
1. DESPRENDIMENTO: Para que o casamento seja feliz é necessário que ambos tenham a capacidade de abrir mão de muitos dos seus desejos e de focalizar a atenção nas coisas que realmente importam na vida a dois, seis, oito... É ser capaz de pensar no bem estar do outro, e não apenas de si mesmo. A propósito, esta é a atitude mais fundamental para qualquer existência e convivência  civilizada. (Fl 1.21; 2.4;)

2. RESPEITO: Respeitar é considerar o valor do outro – é tratar o cônjuge com dignidade. Quem respeita, ouve com atenção e participa dos sonhos do outro. A  esposa para o marido deve ser a pessoa mais respeitada no mundo, como pessoa, como mulher, como cristã, como mãe, e como companheira. Um casamento só pode ser bom se houver respeito mútuo. Para que isto aconteça é necessário abandonar atitudes, como o autoritarismo, a arrogância, o orgulho e uma série de outras doenças do Ego. Respeito também não está distante da autenticidade na vida. ( Cl 3:18,19; I Pe 3:1,7 ).

3. VALORIZE OS PEQUENOS DETALHES: Casamento é como uma planta – precisa de manutenção diária, senão morre. Volte á prática das coisas simples, porém significantes. O divórcio não acontece só porque o marido esqueceu de dar "um boa-noite" ou da data do casamento. Porém, a soma de todos os pequenos detalhes que vão faltando podem atrapalhar e sufocar o casamento. Dessa percepção surge a admiração que  é a disposição de focalizar a atenção nas virtudes da outra pessoa, incentivando e elogiando o outro por isso. (Um bilhete...)
4. COMPROMISSO E DETERMINAÇÃO: É preciso que você diga a si mesmo que vai fazer todo o possível para que o casamento dê certo. Assuma o compromisso de restaurar seu casamento. Não desista facilmente – não aceite o caos como natural. Não se assente na cadeira da comodidade achando que "o mundo é assim mesmo e nada vai mudar" Decida agora envidar esforços para dar mais brilho à relação marido / mulher. Assuma hoje mesmo o compromisso de colocar a restauração do seu casamento como o seu mais alto ideal nesta vida. ( Pv 24.10)

5. CARINHO: Diferentemente de todas as atitudes anteriores, o carinho é o único que não depende da maturidade para existir, mas se nutre dele para se desenvolver por toda uma vida. Quando eu digo "carinho", não estou me referindo à paixão ardente dos namorados. Isso é desejo. O carinho realizador no casamento engloba muito mais do que o sexo. É o conjunto das formas de tratamento mútuo. Carinho é o amor em ação.
Eis alguns exemplos de carinho implícito: (Pv 5.18-19; Ec 9.9; Ct 1.13-16)
a) O modo de falar, mesmo quando estão tratando das finanças da casa. O seu tom de voz transpira os seus sentimentos.
b) A ocupação do espaço na casa, pode implicar em carinho - por exemplo, a distância física do casal nos momentos de lazer. O carinho me leva a priorizar um ao outro e faz transpirar prazer quando estamos perto um do outro.
c) As agendas do casal podem refletir carinho ou distância. Eles podem abrir espaço um para o outro, ou podem estar ocupados demais para investir no casamento.
d) O carinho sempre desemboca no beijo, no abraço gostoso, na troca de elogios.

6. DECIDA VIVER A VIDA CRISTÃ NO LAR: O envolvimento sério com Jesus ilumina o lar e o casamento. Quanto mais perto de Deus nós andamos, mais próximos um do outro estaremos. Tome a decisão de realizar o culto doméstico – ore com seu cônjuge, leiam a Bíblia juntos. "Se o senhor não edificar o lar, em vão trabalham os que o edificam"   Sl 127:1
                                        Rev. Gildásio e Jamili

AS BEM-AVENTURANÇAS DO IDOSO

Bem-aventurados aqueles que compreendem meus passos vacilantes e minhas mãos trêmulas.

Bem-aventurados os que levam em conta que meus ouvidos captam as palavras com dificuldade, por isso procuram falar mais alto e pausadamente.

Bem-aventurados os que percebem que meus olhos já estão nublados e minhas reações são lentas.

Bem-aventurados os que nunca me dizem: ”Você já me contou isso tantas vezes.

Bem-aventurados os que desviam o olhar, simulando não ter visto o café que por vezes derramo sobre a mesa.

Bem-aventurados os que sorriem, me saúdam e conversam comigo.

Bem-aventurados os que sabem dirigir a conversa e as recordações para os tempos passados.

Bem-aventurados todos aqueles que me dedicam afeto e carinho, fazendo-me assim pensar em Deus. Quando entrar na eternidade, lembrar-me-ei deles, junto ao Senhor.

Bem-aventurados os que me ajudam a atravessar a rua e não lamentam o tempo que me dedicam.

Bem-aventurados os que compreendem quanto me custa encontrar forças para levar a vida adiante.

Bem-aventurados os que me fazem sentir que sou amado e não estou abandonado, tratando-me com atenção e respeito.

Bem-aventurados os que amenizam os meus últimos anos sobre a terra.

sábado, 14 de maio de 2011

AS DEZ LEIS DO CRESCIMENTO PESSOAL

1.      Faça seu futuro maior que seu passado.
2.      Faça seu aprendizado maior que sua experiência.
3.      Faça sua contribuição maior que sua recompensa.
4.      Faça sua performance maior que os aplausos.
5.      Faça sua gratidão maior que seu sucesso.
6.      Faça seu prazer maior que seu esforço.
7.      Faça sua cooperação maior que seu prestigio.
8.      Faça sua autoconfiança maior que sua acomodação.
9.      Faça seu propósito maior que seu dinheiro.
10.  Faça suas perguntas maiores que suas respostas.


          Dan Sullivam e Catherine Nomura


REDES SOCIÁVEIS – ORKUT, TWITTER, FACEBOOK...

Todos os grandes portais e redes sociais têm regras de conduta, que devem ser lidas atentamente no momento em que o internauta se associa. Desrespeitá-las pode levar a suspensões, banimentos definitivos ou mesmo processos legais. Os principais portais(Globo.com, Uol, Terra) e redes(ORKUT, TWITTER, FACEBOOK) têm links para essas normas em suas homepages.
Confira as dicas de comportamento mais utilizadas nos endereços na Internet:
SIM
Pensar duas vezes antes de postar – Seja sucinto e escreva de forma a evitar interpretações dúbias. Use o português corretamente.
Usar de cortesia e bom senso – as boas regras de conduta no mundo real também valem para a Internet. Fuja das polêmicas, não caia em provocações e não ofenda seus amigos virtuais. Respeito cabe em todo lugar.
Argumentar – Defenda seus pontos de vista sem desqualificar ou desrespeitar os outros. Não ataque as pessoas, a sua opinião não é a única que conta.
Respeitar as regras do jogo – Blogs, salas de bate-papo, grupos de discussão e fóruns, todos possuem regras. Se você quer participar, siga-as.
Desligue-se periodicamente – Cuidado com o vício: não deixe que o hábito atrapalhe seu trabalho, estudo,  ou o impeça de aproveitar a “vida real”.
NÃO
Adicionar qualquer pessoa à sua rede – Você não precisa adicionar todo mundo como amigo. Tome cuidado ao aceitar pessoas com quem você não travou contatos anteriores.
Expor sua intimidade – Evite comentar detalhes sobre sua vida pessoal e expor você, parentes e amigos em fotos ou atualizações de status. No Orkut e no Facebook, limite o acesso  a seu álbum de fotos apenas aos amigos, e não a todos os usuários da rede.
Palavras, grosserias e agressões - Olhe o nível: nada de xingamentos. Evite ofensas e pense em como você gostaria de ser tratado antes de ofender ou desmerecer alguém. Nenhum espaço que valha a pena permite divulgar conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, preconceituoso, discriminatório, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
Conecte-se sem estresse, sem complicar, ou botar sua vida em situação vexatória. Divulgue uma boa semente.
Fonte: Revista BB.com.você – Abril 2011

terça-feira, 10 de maio de 2011

Morre o Pr. David Wilkerson

Pastor David Wilkerson(19.05.1931 – 27.04.201l) morreu aos 79 anos. O fundador da Igreja de Times Square, em Nova Iorque, sofreu um acidente de carro no Texas na tarde desta quarta-feira, 27 de Abril.
No twitter, parentes confirmaram a morte: “meu querido primo David Wilkerson”, afirmou Rich Wilkerson, primo do Pastor, que também pediu orações. Wilkerson tinha quatro filhos e 11 netos.
O Pastor estava acompanhado de sua esposa, Gwen, que foi levada para o hospital e permanece em estado grave. Os detalhes do acidente informados pela CBNNewsainda não estão completos.
Ele havia postado em seu blog, ainda hoje, um artigo em que fala sobre “quando tudo falhar”. Nele incentiva o enfrentamento diante de dificuldades, sempre com a firmeza na fé.
“Para quem vai pelo vale da sombra da morte, ouça esta palavra: choro vai durar por algum escuro, noites horríveis, e em que a escuridão em breve você vai ouvir o sussurro do Pai: “Eu estou com você”, escreveu Wilkerson.
“Amado, Deus nunca deixou de agir, com bondade e amor. Quando falham todos os meios, o seu amor prevalece. Segure firme a sua fé. Permanecei firmes na sua Palavra. Não há outra esperança neste mundo”.
Vida e obra
Pastor Wilkerson passou a primeira parte do seu ministério, aproximando-se de membros de gangues e viciados em drogas em Nova Iorque, como disse em seu livro, o best-seller A Cruz e o Punhal. Foi o fundador do Desafio Jovem.
Seu trabalho deu o start no mundo às atividades cristãs de recuperação de dependentes químicos, por meio de centros de recuperação. Em 1971, começou a World Challenge, Inc. como um guarda-chuva para suas cruzadas, conferências, evangelismo e outros ministérios.
Igreja de Times Square foi fundada sob os parâmetros do grupo em 1987. Atualmente ela é liderada pelo pastor Carter Conlon e tem mais de 8 mil membros.
Fonte: Gospel+


segunda-feira, 9 de maio de 2011

DEUS E O LIVRE ARBÍTRIO


Deus deu ao homem o livre arbítrio – a soma da liberdade de escolher com a responsabilidade pelas decisões consumadas  em todo o viver. Na sua permissividade, ver ocorrer acontecimentos, muitas vezes, contrários a sua natureza benigna, todavia sem surpresas. Contempla em sua longanimidade, a violação da sua vontade moral, facultando ciclos de oportunidades para que o homem se arrependa. Finalmente, soberanamente, cumprirá todos os seus desígnios e propósitos no plano material e espiritual, para com toda a sua Criação, sem usurpar a liberdade, sem atropelar a consciência humana em suas opções e decisões. No livre arbítrio não há determinismo, há Presciência Divina. Para Deus não existe passado nem futuro, tudo é presente. Glórias a Ele eternamente.
                                                        
Samuel Borges  - Maio/2011

QUEM LÊ

...Sabe mais
...Pensa melhor
...Compara idéias
...Prepara-se melhor
...Tem mais chances
...Sabe o que falar
...Tem o que responder
...Fundamenta suas  opiniões
...Aumenta sua  compreensão
...Melhora o vocabulário
...Absorve experiência
...É apto para redigir
...Tem boa ortografia
...Sabe o que está acontecendo
...Capacita-se para o presente
    e futuro, sem desprezar o passado...

CURA DIVINA


A Cura de um Menino que tinha 26 Enfermidades

Uma senhora levou seu filho numa cruzada no estado do Alabama.
Seu filho nasceu com 26 enfermidades.

Eis algumas delas abaixo:
1) Nasceu cego;
2) Sua língua era fora da sua boca e pregada no seu queixo, nunca tinha ficado dentro da sua boca;
3) Seus dois braços eram ligados um no outro e agarrados no corpo;
4) Suas duas pernas eram paralíticas e deformadas;
5) Nasceu sem pés;
6) Seus joelhos tocavam seus cotovelos e ele vivia numa fetal posição;
7) Nasceu sem os órgãos genitais;
8) Tinha pulmões defeituosos;
9) Rins defeituosos;
10) Coração defeituoso, e
11) Outros problemas internos, somando 26 enfermidades.
Tinha 4 anos de idade. Aquela irmã tinha na última noite, num total de 7 dias de cruzada, tinha de resto $20,00 - $5,00 era para a gasolina, $15,00 para o doutor na segunda feira.
Na última noite o preletor subiu na plataforma ao ser-lhe dada a palavra e disse: Eu quero tirar a oferta de um modo especial porque acredito que Deus irá fazer algo grandioso. Esta noite eu quero que você dê a Deus uma oferta de fé. Se você não sabe o que eu quero dizer dar a Deus algo que você não pode pagar para dar. Se você pode dá-lo não há fé nisto. Naquele momento a mulher deixou a criança com outra irmã e correu e depositou no recipiente para as ofertas, a nota de $20,00. Após ter sido recolhida a oferta O homem de Deus começou a pregar. Após 20 minutos em sua mensagem ele disse: "Estou sendo transportado no Espírito. Há um grande prédio branco, eu estou vindo para dentro dele. Oh! estou dentro.
É um hospital. Eu estou escutando crianças chorando. É uma sala de parto. Uma pequena criança acaba de nascer. A criança nasceu com 12, 14, 26 maiores enfermidades. Os doutores, eu os ouço conversando, eles disseram que o bebê não viverá para seu primeiro aniversário. Mas eles estavam errados. A criança esta viva. Eu vejo a mãe fazendo a pequena mala, a criança esta num bacinete, ha outras senhoras com ela. Eles estão vindo numa viagem, eles estão entrando num velho Ford, eu vejo a divisa do Tenesse/Alabama, o carro esta estacionando: Senhora, você esta aqui nesta noite, traga-me sua criança agora e Deus vai lhe dar 26 milagres."
Havia 2.500 a 3.000 pessoas no Culto. A mulher saiu correndo o corredor afora com a criança nos braços e colocou-a nos braços do pregador. Ele começou a orar pela criança então: Imediatamente sua língua desgrudou do seu queixo e voltou para dentro de sua boca pela primeira vez, voltou como um elástico, seus braços despregaram um do outro e do corpo voltando ao lugar, suas pernas reagiram simultaneamente, o mesmo acontecendo com suas mãos e braços. Naquele instante foram criados belos olhos castanhos , seus ouvidos foram abertos, os pezinhos foram criados, brotando ali. Deus criou ali também os seus órgãos genitais. O pregador o colocou no chão.
Ele correu para sua mãe abraçando a ela, e sua primeira palavra foi..
"MAMA". Havia ao lado da plataforma 12 cadeiras de roda. Nas cadeiras, pessoas que estavam paralisadas do pescoço para baixo sem nenhuma esperança.

Quando Deus curou o menino, como um sargento mestre dando um comando, todos ficaram de pés e caminharam totalmente curados pelo poder de Cristo.
Seis pessoas totalmente cegas foram curadas e vieram a frente. Cerca de 24 pessoas usando aparelhos para audição, foram curados. Mais tarde aquela mulher testemunhou que antes de sair daquele prédio que as pessoas se juntaram em torno dela para cumprimentá-la, e a primeira pessoa que lhe apertou as mãos lhe deixou $20,00 seguindo-se muitas outras ofertas.
A irmã terminou dizendo: Não há nada e nem ninguém como JESUS, Ele permitiu-me ficar num hotel uma semana, comer três refeições por dia num restaurante, ir em três Cultos por dia, e ser espiritualmente abençoada, e ir para casa com um FILHO SARADO PELO PODER DE DEUS.


Evolucionismo x Criacionismo


Teoria evolucionista – afirma que mundo surgiu ao acaso, de um Big Bang, uma explosão cósmica(causa desconhecida), que a matéria é sempre eterna e que dela se originou todas as coisas, até as mais complexas. A bem da verdade, até na teoria do Big Bang se faz menção a leis naturais desconhecidas. Que leis são estas?

Teoria Criacionista – defende a existência de um agente responsável pela criação de todas as coisas completas e acabadas, que houve uma ação criadora e um tempo determinado em que tudo no universo surgiu não por acaso, mas pela vontade soberana desse agente  externo à criação, infinitamente mais complexo, poderoso e  sábio, que tem o conhecimento e o controle sobre as leis que regem o universo e os seres por Ele criados.
Vejamos as leis físicas e bio-genéticas que a teoria da evolução se choca frontalmente.

1 1.Lei de causa e efeito. Aceita em todos os campos da ciência. De acordo com ela, nenhum efeito é qualitativamente melhor nem quantitativamente maior do que a causa.  A teoria da evolução afirma que a matéria inanimada é a causa, a origem  da vida complexa. Para os evolucionistas, a matéria inanimada é a causa; o homem, o efeito. O ser humano é absurdamente mais complexo que a matéria inanimada. Portanto, a teoria da evolução contraria a lei de causa e  efeito.

   2.  Primeira lei da termodinâmica -  Segundo essa lei, também conhecida como a lei da conservação da energia, a energia não pode ser criada nem destruída; a quantidade de energia no universo é sempre a mesma, podendo ser apenas transformada em diversos níveis. Os evolucionistas desprezam essa lei em prol de sua teoria, afirmando que a energia está em expansão, em evolução. Isto é mais um equívoco.

    3. Segunda lei da termodinâmica – Essa lei atesta que o universo caminha de níveis organizados para níveis cada vez mais desorganizados. Toda desordem(entropia) que pode haver num sistema altamente complexo faz com que esse sistema decresça, entre em colapso; fique cada vez mais desorganizados. Ora os evolucionistas, afirmam exatamente o contrário, desprezando a ciência. Enquanto que o criacionismo afirma que Deus fez o universo completo e perfeito(Gn 1.18), mas o a desobediência do homem desorganizou não apenas o sistema psicobiosocial do homem, mas também a natureza. Ou seja, a mais base científica no criacionismo do que no evolucionismo.

   4. Lei da biogênese – Essa é outra verdade científica que é desprezada pelos evolucionistas. Formulada pelo microbiologista francês Louis Pasteur e o médico sanitarista Walter Reed, a lei da biogênese diz que uma vida só pode originar-se de outra vida. De acordo com essa lei, a matéria e inorgânica não pode produzir vida, nem o inorgânico produzir o orgânico. Logo, a teoria de que o homem é produto do acaso e da matéria inanimada não é sustentável. Para o criacionismo foi um  Deus vivo que criou o homem e todos os demais seres vivos. A lei da biogênese  está de acordo com as descobertas de Mendel sobre o código genético. Por volta de 1865, o cientista Gregor Mendel descobriu o código genético, que lhe possibilitou entender que as características de uma espécie só podem ser  transferidas  para gerações  futuras da mesma  espécie. Ervilha só produz ervilha; gato só gera gato; cachorro só gera cachorro; ser humano só gera ser humano.  Por que é assim?Porque quem cria estabelece a norma, e a norma que o Criador estabeleceu foi:produza cada um conforma a sua espécie. Gn 1.24.

  5. A farsa da evolução dos primatas – Pensa-se que o homem de Neandertal era um dos primeiros primatas na escala evolutiva. A ciência desmascarou essa farsa, ele era tão humano quanto qualquer um de nós. A única diferença era que ele sofria de raquitismo. Outra farsa foi a de Charles Dawson, em 1953, que por meio de técnicas avançadas, envelheceu quimicamente ossos do crânio humano e da mandíbula de macacos e misturou-os, para afirmar que o fóssil do homem de Pildown era o de um “homem-macaco”; uma “prova” de nosso ancestral na evolução da espécie.

    6. Concluindo -  Outro fato é  que  não há fósseis  que indiquem a existência de espécies intermediárias.  E que eu saiba até então, os macacos continuam irracionais e só os seres humanos criados à imagem e semelhança do seu Criador são racionais e morais. Então, se quisermos saber sobre a origem do homem, as leis que o governam e como ele funciona, devemos consultar a Bíblia, o “Manual do Fabricante”.

A verdade, antes de ser reconhecida, passa por três etapas: primeiro é ridicularizada, depois é combatida com violência, e finalmente é reconhecida como óbvia.
Arthur Schopenhauer

Fonte de pesquisa:
Livro: O que é o ser humano – Pr. Silas Malafaia. Editora Central Gospel. 1ª edição abril/2009.
Livro: Criação ou evolução? Dave Hunt. Atual edições.

Sugestão: Quem desejar conhecer mais sobre o tema aponto o Trabalho Científico: Criação ou Evolução  - Adauto Lourenço, em linguagem acessível aos leigos, em 4 DVD, sensacional para assistir e fazer dinâmicas de grupo. São 8 palestras riquíssimas. Custo em torno de R$60,00. Adquirir pelo site: WWW.chamada.com.br


Samuel P M Borges

Fins dos tempos e o problema do sofrimento


  1. Deus e as leis naturais físicas e orgânicas.
  2. Deus, o homem e o livre arbítrio.
  3. Buscando as causas do sofrimento humano:
a)Um olhar para o mundo espiritual(Da rebelião de Lúcifer ao seu atuar restritivo no mundo)
b)A queda do homem em pecado e suas consequências.
c) A solução divina para o homem.( O ministério da reconciliação, Novo Nascimento e santificação em processo Graça, sangue e fé).
d) A solução final no mundo espiritual está em execução.
e) Aplicação: Que interferência ocorre entre o mundo material e o espiritual?
Há predominância entre eles, refletindo em nosso existencial?
Deus é a um só tempo: Bom e soberano...(afirmação secular no seio da cristandade.
Um antídoto divino contra o sofrimento: O amor. Mas,  não é a solução final.
O que é presciência divina? Conhecimento antecipado dos fatos que ocorreram, estão ocorrendo e que irão ocorrer ainda. Não é determinismo.

Reflexão final:
  1. Todos pecaram.
  2. O problema é a desobiência nos dois mundo.
  3. A restauração está em Cristo.”Buscar em primeiro lugar o reino de Deus e sua justiça”
  4. Receita amenizadora é viver o novo mandamento:”Que vos ameis uns aos outros”.        Pratique misericórdia, bondade, perdão, pague o mal com o bem...
  1. No cenário da vida: Há um projeto divino, as ações e omissões humanas e um  agir maligno.
  2. Salvação é impossível aos humanos. É pela graça de Deus, mas não é barata...

Samuel Borges – 05/2011
      

Administrando o tempo

Administrar o tempo é planejar a vida
Eduardo O C Chaves

Geralmente quem escreve sobre administração do tempo não o faz porque seja especialista na questão, mas, sim, porque quer aprender mais sobre o assunto. Pelo menos foi esse o meu caso. Vou relatar aqui algumas de minhas descobertas, como roteiro para a leitura do quarto texto.
1) Administrar o tempo não é uma questão de ficar contando os minutos dedicados a cada atividade: é uma questão de saber definir prioridades. Provavelmente (numa sociedade complexa como a nossa), NUNCA vamos ter tempo para fazer tudo o que precisamos e desejamos fazer. Saber administrar o tempo é ter clareza cristalina sobre o que, para nós, é mais prioritário, dentre as várias coisas que precisamos e desejamos fazer - e tomar providências para que essas coisas mais prioritárias sejam feitas, sabendo que as outras provavelmente nunca vão ser feitas (mas tudo bem: elas não são prioritárias).
2) Dentre as coisas que vamos listar como prioritárias, algumas estarão ali porque nos são importantes, outras porque são urgentes. Imagino que algo que não é NEM importante NEM urgente não estará na lista de ninguém. E também sei que na lista de todo mundo haverá coisas que são IMPORTANTES E URGENTES. Não resta a menor dúvida de que estas coisas devem ser feitas imediatamente, ou, pelo menos, na primeira oportunidade. Poucas pessoas questionarão isso. O problema surge com coisas que consideramos importantes, mas não urgentes, e com coisas que são urgentes, mas às quais não damos muita importância.
3) Digamos que você considere importante ficar mais tempo com sua família. Por outro lado, você tem que trabalhar x horas por dia. Se o seu trabalho é mais importante do que ficar com a sua família, o problema está resolvido: você trabalha, mesmo que isso prejudique a convivência familiar. Mas e se o trabalho não é mais importante para você do que a convivência familiar? Neste caso, provavelmente o trabalho é urgente, no sentido de que tem que ser feito, pois doutra forma você vai ser despedido (ou perder clientes, se for autônomo ou empresário) e vai ter dificuldades para manter sua família (embora, sem trabalho, provavelmente vai poder passar mais tempo com ela…). Aqui o conflito é entre o importante e o urgente - e é aí que a maior parte de nós se perde, e por uma razão muito simples: algumas das tarefas que temos que realizar não são selecionadas por nós, mas nos são impostas. Isto é: não somos donos de todo o nosso tempo. Não temos, em relação ao nosso tempo, toda a autonomia que gostaríamos de ter. Quando aceitamos um emprego, estamos, na realidade, nos comprometendo a ceder a outrem o nosso tempo (e, também, o nosso esforço, a nossa capacidade, o nosso conhecimento, etc.). Este é um problema real e de solução difícil: não somos donos de boa parte de nosso tempo.
4) Acontece, porém, que geralmente usamos mal o tempo que dedicamos ao trabalho (e, por isso, temos que fazer hora extra ou trazemos trabalho para casa), ou mesmo o tempo que passamos em casa. Usar mal QUER DIZER que muitas vezes usamos o nosso tempo para fazer o que não é nem importante nem urgente, mas apenas algo que sempre fizemos, pela força do hábito. Alguém me disse, quando eu era criança, que a gente nunca deveria abandonar a leitura de um livro, por pior que ele fosse. Que bobagem! Mas quanto tempo desperdicei terminando de ler coisa que de nada me serviu por causa desse conselho! Uma vez me peguei dizendo à minha família que não poderia fazer algo (não me lembro o quê) domingo de manhã porque precisava ler os jornais. Eu lia, religiosamente, a Folha e o Estado aos domingos de manhã (sinto muito, folks: há tempo que não freqüento escola dominical). Lia por hábito. Achava que um professor tem que se manter informado. Mas quando disse que "precisava" ler os jornais me dei conta de que realmente não precisava lê-los. O que é de pior que poderia me acontecer se eu não lesse os jornais, me perguntei. NADA, foi a resposta que tive honestamente que dar. Se houver algo importante nos jornais provavelmente fico sabendo no noticiário da TV, ou na VEJA. Mas daí me perguntei: e preciso ler a VEJA todas as semanas? Resposta: não. Existe algo que eu prefiro ler/fazer naquelas manhãs de domingo que ganhei? Claro, muitas coisas - PARA AS QUAIS EU ANTES NÃO TINHA TEMPO. Ganhei as horas dos jornais, ganhei as horas da VEJA, fui ganhando uma horinha aqui outra ali, para as coisas que eu realmente queria fazer há muito tempo e não achava tempo…
5) Administrar o tempo é ganhar autonomia sobre a sua vida, não é ficar escravo do relógio. É uma batalha constante, que tem que ser ganha todo dia. Se você quer ter a autonomia de decidir passar mais tempo com a família, ou sem fazer nada, você tem que ganhar esse tempo deixando de fazer outras coisas que são menos importantes para você. Em última instância pode ser que você até tenha que, eventualmente, arrumar um outro emprego ou uma outra ocupação.
6) O tempo é distribuído entre as pessoas de forma bem mais democrática que muitos dos outros recursos de que nós dependemos (como, por exemplo, a inteligência). Todos os dias cada um de nós recebe exatamente 24 horas (a menos que seja o último dia de nossas vidas): nem mais, nem menos. Rico não recebe mais do que pobre, professor universitário não recebe mais do que analfabeto, executivo não recebe mais do que operário. Entretanto, apesar desse igualitarismo, uns conseguem realizar uma grande quantidade de coisas num dia - outros, ao final do dia, têm o sentimento de que o dia acabou e não fizeram nada. A diferença é que os primeiros percebem que o tempo, apesar de democraticamente distribuído, é um recurso altamente perecível. Um dia perdido hoje (perdido no sentido de que não realizei nele o que precisaria ou desejaria realizar) não é recuperado depois: é perdido para sempre.
7) Há os que afirmam, hoje, que o recurso mais escasso na nossa sociedade não é dinheiro, não são matérias primas, não é energia, não é nem mesmo inteligência: é tempo. Mas tempo se ganha, ou se faz, deixando de fazer coisas que não são nem importantes nem urgentes e sabendo priorizar aquelas que são importantes e/ou urgentes.
8) Quem tem tempo não é quem não faz nada: é quem consegue administrar o tempo que tem de modo a poder fazer aquilo que quer.
9) Por outro lado, ser produtivo não é equivalente a estar ocupado. Há muitas pessoas que estão o tempo todo ocupadas exatamente porque são improdutivas - não sabem onde concentrar seus esforços e, por isso, ciscam aqui, ciscam ali, mas nunca produzem nada. Ser produtivo é, em primeiro lugar, saber administrar o tempo, ter sentido de direção, saber aonde se vai.
10) Administrar o tempo, em última instância, é planejar estrategicamente a nossa vida. Para isso, precisamos, em primeiro lugar, saber aonde queremos chegar (definição de objetivos). Onde quero estar, o que quero ser, daqui a 5, 10, 25, 50 anos? O segundo passo é começar a estrategiar: transformar objetivos em metas (com prazos e quantificações) e decidir, em linhas gerais, como as metas serão alcançadas. O terceiro passo é criar planos táticos: explorar as alternativas específicas disponíveis para se chegar aonde queremos chegar, escolher fontes de financiamento (emprego, em geral, é fonte de financiamento), etc. Em quarto lugar, fazer o que tem que ser feito. Durante todo o processo, precisamos estar constantemente avaliando os meios que estamos usando, para verificar se estão nos levando mais perto de onde queremos vamos querer estar ao final do processo. Se não, troquemos de meios (procuremos outro emprego, por exemplo).
11) Mas tudo começa com uma verdade tão simples que parece uma platitude: se você não sabe aonde quer chegar, provavelmente nunca vai chegar lá - por mais tempo que tenha.
12) Quando o nosso tempo termina, acaba a nossa vida. Não há maneira de obter mais. Por isso, tempo é vida. Quem administra o tempo ganha vida, mesmo vivendo o mesmo tempo. Prolongar a duração de nossa vida não é algo sobre o qual tenhamos muito controle. Aumentar a nossa vida ganhando tempo dentro da duração que ela tem é algo, porém, que está ao alcance de todos. Basta um pouco de esforço e determinação.

(*) Este artigo é resumo, feito em 1998, de um livreto,
 Administração do Tempo, que escrevi em 1992.

© Copyright by Eduardo Chaves

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...